Capa do livro

Taquiarritmias fetais:Uma EMERGÊNCIA!

As taquiarritmias fetais são consideradas uma emergência na cardiologia fetal fetal, sendo MANDATÓRIO o reconhecimento e o tratamento imediato das mesmas.

As mais frequentes são as taquiarritmias SUPRAVENTRICULARES, onde geralmente a frequência cardíaca fetal se encontra ACIMA de 200 bpm,mais caracteristicamente ACIMA de 220 batimentos /minuto.

A AUSÊNCIA de tratamento pode levar a ÓBITO fetal em poucos dias.

O Cardiologista fetal deve realizar o ECOCARDIOGRAMA FETAL, para confirmação diagnóstica, orientação com INTERNAÇÃO da gestante, e seguimento do tratamento.

O tratamento com sotalol e /ou digoxina, já está preconizado na Diretriz Brasileira de cardiologia fetal, com ÓTIMOS resultados, quando iniciado de forma PRECOCE.

‼️Tratar arritmias é uma forma de intervenção intrautero que SALVA VIDAS

Autor: Dra. Karla Pedrosa CRM:13384 RQE: 6581





Veja também


Capa do livro

Existe contra-indicação para realizar o Ecocardiograma Pediátrico?

Não expõe o paciente a radiação ionizante e não sofre interferência com uso de medicações ou com a idade. No entanto apresenta algumas limitações quanto á aquisição adequada das imagens: ❣Mal formações torácicas; ❣Agitação da criança; ❣Choro intenso.

Quero saber mais
Capa do livro

Existe preparo para realizar o Ecocardiograma Pediátrico?

Não existe necessidade de preparo habitualmente. Em crianças menores grandes quantidades de leite ou alimentos no estômago podem causar desconforto ao deitar (o exame é realizado com o paciente deitado).Por isso, deve ser evitado alimentar o paciente na sala de […]

Quero saber mais

#PetitCor Instagram